pt-brfren

Cirurgia Plástica Reparadora

É o ramo da Cirurgia Plástica que se destina a reconstruir áreas com anormalidades congênitas ou adquiridas, que podem ser de origem genética, causadas por tumores, traumas, infecção ou por alterações próprias do desenvolvimento. Visa o restabelecimento da função e da forma.

Na Cirurgia Plástica Reparadora, são comumente empregados:

Enxertos de pele: porções de pele saudável retiradas de uma parte do corpo (área doadora) para cobrir uma área danificada no intuito de recuperar sua aparência ou função.

Retalhos: porções de tecido vivo com irrigação sanguínea própria retiradas de uma área doadora e transplantadas para a região a ser reparada.

Expansores de tecido: material sintético usado para promover a expansão da pele vizinha ao defeito com o objetivo de facilitar a sua reparação. É sempre necessário mais de um procedimento cirúrgico nessa modalidade de reconstrução.

  • Tumores Cutâneos

    Tratamento dos tumores da pele, os tumores cutâneos Carcinoma Basocelular, Carcinoma Espinocelular e melanoma